Notícias

Soja: Mercado retoma otimismo nos EUA

O preço da soja na Bolsa de Cereais de Chicago (CBOT) registrou na quarta-feira (17.06) alta de 4,25 pontos no contrato de Julho/20, fechando em US$ 8,7125 por bushel. Os demais vencimentos em destaque da commodity na CBOT fecharam a sessão com valorizações entre 3,50 e 4,25 pontos.

“Da taxa oficial de 12% de biodiesel, a nova norma temporário é de uma mistura de 10% de biodiesel a partir de 21 de junho. Os traders antecipam que o relatório de vendas de exportação de amanhã mostre 0,5-1,2 milhões de toneladas para os negócios com grãos antigos.”, aponta a T&F Consultoria Agroeconômica.

De acordo com a Consultoria ARC Mercosul, o mercado em Chicago abriu o dia com um movimento pesado de vendas especulativas na soja e farelo de soja: “Entretanto, o pessimismo foi diluído ao longo do dia com importadores chineses procurando por ofertas de compras da oleaginosa estadunidense. Nossas fontes no mercado físico nos alertaram que a China comprou 2-5 cargueiro do grão norte-americano, saindo pelos portos do Noroeste do país e entrega programada para outubro. A novidade chegou logo aos bastidores do mercado, restaurando as cotações da CBOT para patamares positivos”.

“No setor de etanol, a produção semanal nos EUA estagnou nestes últimos 7 dias, dificultando com que as cotações do milho internacional acompanhassem qualquer alta no setor de commodities agrícolas. Além do mais, o excedente de oferta mundial de cereais se torna um limitante para qualquer ganho repentino no mercado de milho internacional. No Brasil, a colheita da safrinha avança para quase 7% da área nacional, até o momento”, concluem os analistas da ARC Mercosul.
FONTE: AGROLINK(Leonardo Gottems)