Notícias

China manda empresas estatais suspenderem compras de soja e carne dos EUA

China manda empresas estatais suspenderem compras de soja e carne dos EUAA medida ocorre depois dos EUA terem informado que vão retirar o status preferencial concedido a Hong Kong devido à lei de segurança nacional para a cidade aprovada pela China, um novo capítulo das tensões diplomáticas entre Washington e Pequim  -  Representantes do governo da China disseram às empresas estatais de agricultura para suspenderem as compras de produtos agrícolas dos Estados Unidos, de acordo com a agência Bloomberg.

Duas empresas estatais chinesas - a Cofco e a Sinograin - receberam ordens para suspender a aquisição da soja americana. Além disso, pedidos para a compra de carne suína de produtores dos EUA foram cancelados.

A medida ocorre depois dos EUA terem informado que vão retirar o status preferencial concedido a Hong Kong devido à lei de segurança nacional para a cidade aprovada pela China, um novo capítulo das tensões diplomáticas entre Washington e Pequim.

O presidente americano, Donald Trump, também anunciou a saída dos EUA da Organização Mundial da Saúde (OMS), acusada por ele de ser controlada pelos chineses.

Mas as medidas anunciadas pela Casa Branca na semana passada foram vistas com otimismo, já que temia-se que os EUA suspendessem o acordo comercial assinado com a China em janeiro. Como parte do pacto, Pequim havia se comprometido a ampliar a compra de produtos agrícolas americanos.

Agora, porém, com a reação da China, a avaliação é de que a trégua comercial está sob risco. Em Pequim, também cresce a pressão para que o governo de Xi Jinping renegocie os termos ou rompa o acordo após os recentes embates entre os dois países.

“Isso coloca a fase 1 do acordo em dúvida e não posso imaginar que será bem aceito pelos EUA. Portanto, busque por uma resposta política firme quando o governo acordar”, afirmou Richard Buttenshaw, da Marex Spectron, à Dow Jones Newswires.
FONTE: Valor, com Dow Jones Newswires