Notícias

Soja brasileira amarga mais baixas

Segundo apurou a pesquisa diária do Cepea (Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada, da USP), os preços da soja no mercado físico brasileiro fecharam a quarta-feira (26.05) com preços médios da soja nos portos do Brasil sobre rodas para exportação caindo 0,43% nos portos, para R$ 105,89/saca (contra R$ 106,35/saca do dia anterior). Com isto o ganho acumulado nos portos neste mês ficou em 2,23%.

A T&F Consultoria Agroeconômica aponta que, no interior, o recuo foi de 0,14% para R$ 100,79 contra R$ 100,93 do dia anterior, reduzindo os ganhos do mês para 4,04%. “Com a sexta queda de 1,44% na cotação do dólar e mesmo com a leve alta de Chicago, o preço que as Tradings puderam oferecer sobre rodas no porto de Rio Grande não subiu, mas manteve-se inalterado em relação ao dia anterior a R$ 108,00/saca.

No entanto, os preços no interior do Rio Grande do Sul recuaram cinquenta centavos/saca, para R$ 103,50 em Cruz Alta, Ijuí e Passo Fundo. No Paraná, com a sexta queda forte do dólar o mercado continuou travado, com os vendedores retirando as suas ofertas à medida que as cotações do Dólar caíam.

De acordo com a ARC Mercosul, contatos nos portos brasileiros alertaram sobre a venda de outros 10 a 14 cargueiros de soja para embarque em Setembro e Outubro, além de mais um navio para despache em Novembro, os quais ainda não foram contabilizados: “Os compromissos de exportação da soja 2020 no Brasil já alcançam o recorde de 56,7 MTs vendidas, sendo 44% superior ao mesmo período de 2019. Somente nesta última semana, o Brasil embarcou 3,15 MTs de soja para exportação, a Argentina embarcou 320 mil tons e os Estados Unidos apenas 280 mil”.
FONTE: AGROLINK(Leonardo Gottems)