Notícias

Compare os preços do milho em vários estados brasileiros

No mercado gaúcho do milho a grande maioria das praças surpreendeu positivamente e registrou os preços do milho maiores do que a previsão anterior, segundo informações da T&F Consultoria Agroeconômica. A maior alta foi na principal cidade portuária do estado, Rio Grande, que registrou um aumento de 8,70% para R$ 50,00, a exemplo de Ijuí que subiu 8,05% para R$ 47,00. A queda mais alta registrada foi de –2,50% para R$ 46,80 em Passo Fundo.

No estado de Santa Catarina, a principal alta nas estimativas ocorreu em Campos Novos (6,12% para R$ 52,00). No entanto, a maioria das praças do estado registrou queda ou não teve oscilação, como Mafra (R$ 50,00), Cascavel (R$ 46,00), Paranaguá (R$ 42,00) e Pato Branco (R$ 47,00). As principais quedas foram vistas em Ponta Grossa, onde a baixa da estimativa chegou a –8,00%, para R$ 46,00, e Guarapuava, onde o preço fechou em R$ 45,00, uma baixa de –4,26%.

De acordo com a T&F, nas cidades de São Paulo quase não houve mudança nas estimativas, como Candido Mota permanecendo com cotações a R$ 49,00, Mogiana registrando aumento de 1,02% para R$ 49,50 e São Carlos crescendo cerca de 0,63% para R$ 51,32. Já em Brasília, a queda nos preços do milho foram de –6,38%, chegando a R$ 44,00.

O estado de Goiânia viu sua maior alta na praça de Jataí (7,14% para R$ 45,00), seguida de Rio Verde (1,09% para R$ 46,50) e sua maior baixa em Cristalia (-3,41% para R$ 42,50). Em Minas Gerais, o principal recuo ficou por conta de Unaí (-9,00% para R$ 45,50), com as outras praças não registrando mudança nos preços, que rodearam os R$ 45,00.
FONTE: AGROLINK(Leonardo Gottems)