Notícias

Preço da soja despenca nos EUA

O preço da soja na Bolsa de Cereais de Chicago registrou na quinta-feira (30.01) baixas de 16,75 pontos no contrato de Março/20, fechando em US$ 8,7625 por bushel. Os demais vencimentos em destaque da commodity na CBOT também fecharam a sessão com desvalorizações entre 16,00 e 16,75 pontos.

Os principais contratos futuros despencaram no mercado norte-americano da soja, dadas as crescentes incertezas em função da disseminação do coronavírus. “As commodities tiveram ajustes negativos. Em particular, se destacou a situação da soja, que caiu US$ 6/t, cuja sorte está intimamente vinculada à possibilidade de que se ativem as compras desde a China”, apontam os analistas da T&F Consultoria Agroeconômica.

De acordo com a ARC Mercosul, a retórica continua a mesma: “A dispersão agressiva do Coronavírus tem colocado a especulação mundial em retração nos investimentos. As posições abertas em Chicago já estão equilibradas na soja – em outras palavras, o número de contratos vendidos é semelhante aos comprados – o que reflete a estagnação do mercado sem a definição de uma tendência clara no curto prazo”.

A ARC lembra que, sazonalmente, este período já possui um volume reduzido de operações e que a falta de fundamentos especuláveis tem incentivado a apatia no mercado. “O Coronavírus não traz efeitos diretos na demanda global por oleaginosas ou cereais, entretanto a equipe de inteligência da ARC na Ásia tem ressaltado sobre a possibilidade de que esta crise sanitária se torne um pretexto para a quebra da Fase 1 do Acordo Comercial firmado entre Estados Unidos e China. Caso aconteça, a demanda pelo grão brasileira continuará aquecida”, concluem os analistas.
FONTE: AGROLINK(Leonardo Gottems)