Notícias

Soja sobe forte em Chicago

O preço da soja na Bolsa de Cereais de Chicago registrou na segunda-feira (09.12) alta de 7,75 pontos no contrato de Janeiro/20, fechando em US$ 8,9725 por bushel. Os demais vencimentos em destaque da commodity na CBOT também fecharam a sessão com valorizações entre 7,25 e 8,00 pontos.

Os principais contratos futuros abriram a semana com fortes ganhos no mercado norte-americano da soja, com compras chinesas impulsionando as altas. “As cotações da soja estenderam os ganhos pela 5ª sessão consecutiva, apoiada pelas compras de 600 mil toneladas de soja americana pela China. Estas compras estariam livres de tarifas da parte chinesa. Assim, se mantêm as expectativas em torno da possibilidade de que se concretizem maiores volumes e que isto acelere as negociações com o país asiático”, aponta a T&F Consultoria Agroeconômica.

De acordo com o ARC Mercosul, a especulação em Chicago iniciou a semana agitada, principalmente para a soja: “Em um gesto de ‘boa vontade’, a China voltou a adicionar compras da oleaginosa disponível dos Estados Unidos, trazendo uma esperança otimista para aqueles que ainda acreditam em um acordo comercial entre as duas nações. A ARC lembra que tais compras ainda são realizadas por estatais chinesas, que são, de certa forma, isentas da aplicação tributária de 25%”.

“Importadoras privadas chinesas continuam concentrando novas compras para o grão sul-americano. Além do mais, fundos de gestão ativa (especulativos) adicionaram fortes posições vendidas na soja na CBOT, aumentando a tensão frente a qualquer notícia que dispare a reversão destes contratos de venda. Vale lembrar que amanhã, 10, o USDA publicará um novo relatório de Oferta e Demanda Mundial, entretanto nenhum efeito significante deve ser esperado para as cotações agrícolas, que continuam sob função da política e clima na América do Sul”, concluem os analistas da ARC Mercosul.
FONTE: AGROLINK(Leonardo Gottems)