Notícias

Soja inicia novembro em alta nos EUA

O preço da soja na Bolsa de Cereais de Chicago registrou na sexta-feira (1º.11) alta de 4,50 pontos no contrato de Janeiro/20, fechando em US$ 9,3675 por bushel. Os demais vencimentos em destaque da commodity na CBOT também fecharam a sessão com valorizações entre 3,75 e 7,50 pontos.

Os principais contratos futuros fecharam a semana com ganhos no mercado norte-americano da soja, marcando um início de Novembro positivo nos Estados Unidos. “Os contratos de soja terminaram a sexta-feira com ganhos superiores a US$ 1/ton. Os preços receberam suporte em dois elementos fundamentais”, aponta a T&F Consultoria Agroeconômica.

O primeiro deles, menciona o analista Luiz Pacheco, é o otimismo associado às negociações entre China e EUA, que estariam no caminho certo em direção ao que seria a “primeira fase" de um acordo geral. Além disso, houve especulação em torno do desenvolvimento da safra, com alguma preocupação sobre atrasos em alguns estados. Especialmente as Dakotas (Norte e Sul), Minnesota, norte de Iowa e Wisconsin, as tempestades de neve desaceleravam a colheita.

Ainda de acordo com a T&F, a maioria da soja entregue contra novembro na quinta-feira, foi entregue novamente durante a noite de quinta, com um cliente do JP Morgan interrompendo todos os 1.426 contratos. O USDA anunciou na manhã da sexta-feira uma venda privada de 132.000 tn de soja para a China para entrega dentro ano comercial de 19/20. O IEG divulgou sua previsão atualizada para a safra 2019/20 de soja, elevando o rendimento médio em 0,5 bushels por acre para 47. O IEG também aumentou o número esperado de produção de soja para 3,553 bilhões de bushels (96,69 milhões de toneladas).
FONTE: AGROLINK(Leonardo Gottems)