Notícias

Trump derruba soja no fechamento da semana

Declarações do presidente norte-americano sobre relação com China aprofundaram os reveses da soja  -  O preço da soja na Bolsa de Cereais de Chicago registrou na sexta-feira (20.09) baixa de 10,25 pontos no contrato de Novembro/19, fechando em US$ 8,8275 por bushel. Os demais vencimentos em destaque da commodity na CBOT também fecharam a sessão com desvalorizações entre 9,50 e 10,25 pontos.

Os principais contratos futuros fecharam a semana com fortes perdas no mercado norte-americano da soja, com o otimismo sobre as negociações entre China e Estados Unidos totalmente arrefecido. “Em um dia de fraqueza, declarações do presidente norte-americano Donald Trump aprofundaram os reveses da soja, que registrou perdas superiores a US$ 3,0/tonelada”, aponta a T&F Consultoria Agroeconômica.

“Por um lado, o Presidente dos EUA afirmou que ele não considera necessário fechar o acordo com a China antes da eleição 2020. Além disso, assegurou que as aquisições de produtos agrícolas não seriam suficientes e que ele pretende encerrar um acordo mais amplo. Assim, o otimismo ficou parcialmente diluído, na antecâmara das novas rodadas de negociação”, explica o analista da T&F Luiz Pacheco.

Ainda de acordo com a T&F, após a reunião em Washington, oficiais chineses da agricultura cancelaram visitas programadas aos estados produtores dos EUA e anteciparam seu retorno: “O humor negativo também foi sentido nos mercados de ações americanas, que inverteram a tendência matinal e passaram a operar em solo negativo”.

“O total de vendas combinadas de exportação de soja embarcadas e não enviadas está agora em 23% da projeção de exportação do USDA vs. a média de 40%, muito baixas, portanto, sinalizando que os estoques continuam altos. Previsões de chuvas no Brasil e a desvalorização da moeda local também pressionáramos preços nesta sexta-feira”, conclui Pacheco.
FONTE: AGROLINK(Leonardo Gottems)