Notícias

Acordo comercial enviará mais grãos dos EUA para o Japão

Um novo acordo comercial entre os Estados Unidos e o Japão, anunciado em 25 de agosto na França, pede que os japoneses comprem o milho excedente dos Estados Unidos. O presidente dos EUA, Donald Trump, disse que o acordo provavelmente será assinado na reunião da Assembleia Geral das Nações Unidas em setembro.

O primeiro-ministro do Japão, Shinzo Abe, acrescentou que, embora ainda haja muito trabalho a ser feito na linguagem final do acordo, "chegamos a um consenso com sucesso em relação aos elementos centrais relacionados ao comércio agrícola e industrial".

O representante de Comércio dos EUA, Robert Lighthizer, disse que o acordo se concentra na agricultura, nas tarifas industriais e no comércio digital. O Japão vai comprar US$ 7 bilhões em produtos agrícolas norte-americanos, principalmente milho, segundo o acordo, informou a Reuters.

O primeiro-ministro japonês, Shinzo Abe, observou que a maior parte das compras "potenciais" de milho viria do setor privado. O relatório é uma boa notícia para os agricultores americanos, que viram suas exportações agrícolas serem atingidas quando os Estados Unidos e a China se envolveram em uma guerra comercial. O acordo foi bem recebido pelos grupos agrícolas dos EUA, incluindo o US Wheat Associates (USW).

"Estamos muito felizes que este acordo acabará com a crescente vantagem competitiva de custo que as importações de trigo canadense e australiano obtiveram com o acordo Global Trans-Pacific Partnership (CPTPP)", disse Doug Goyings, presidente do USW e um fazendeiro de Paulding, Ohio. “Queremos agradecer aos negociadores do escritório de representação comercial dos EUA e do escritório de comércio exterior e relações exteriores do USDA por trabalharem duro para evitar mais perdas de exportação para agricultores como eu”, completa.
FONTE: AGROLINK(Leonardo Gottems)