Notícias

Soja sobe no interior e cai nos portos do Brasil

Segundo apurou a pesquisa diária do Cepea (Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada, da USP), os preços da soja no mercado físico brasileiro fecharam a quinta-feira (25.07) com preços médios da soja nos portos do Brasil sobre rodas para exportação oferecidos pelas Tradings caindo 0,17%, para a média de R$ 78,26.

Essa queda aumentou as perdas acumuladas do mês para 4,33%. Já os preços do mercado interno brasileiro, que sofrem outras influências, subiram 0,08%. Com isso a saca subiu para R$ 73,1/saca, reduzindo as perdas de julho para 3,37%.

“Foi queda de 0,95% das cotações em Chicago, nesta quinta-feira, o fator que suplantou a alta de 0,36% na cotação do Dólar, fazendo os preços para o mercado externo baixarem”, explica o analista da T&F Consultoria Agroeconômica, Luiz Pacheco.

“A China finalmente colocou ordens de compra: foram aproximadamente 7 cargos nesta semana, 3 dos quais de soja americana, adquiridos pela Wilmar, nos portos do Pacífico (PNW), nos EUA e o restante de soja brasileira e argentina. O mercado de Paper em Paranaguá negociou Agosto a +80q. Os prêmios C&F (CIF portos da China) permaneceram inalterados para a soja brasileira em 184q para Agosto e 197q para Setembro”, informa ainda Pacheco.

SOJA NO MUNDO
No porto de Dallian, na China, a soja física fechou a US$ 495,24 (492,30)/t, o farelo de soja a US$ 408,65 (409,35) e o óleo de soja a US$ 785,57 (773,89)/t. Em Rotterdam, o principal porto não-China de demanda de soja e subprodutos, a soja-grão foi negociada a US$ 382,50 (382,40), o pellets de soja foi negociado a US$ 365,00 (368,00 t.

No que se refere aos óleos vegetais, o óleo de canola foi negociado em Rotterdam a US$ 860,16 (855,55)/t, o óleo de linhaça, a US$ 770,0 (767,50), o de soja a US$ 765,46 (746,38), o óleo de girassol a US$ 755,00 (750,00), o óleo de palma a US$ 515,00 (510,00).
FONTE: AGROLINK(Leonardo Gottems)