Notícias

Clima mantém trigo volátil nos EUA

A incerteza do clima nos Estados Unidos ajudou a manter o mercado de trigo volátil nas últimas semanas, enquanto os problemas de produção na América do Norte são um dos fatores que contribuem para a expectativa de que a Rússia continuará sendo o principal exportador de trigo no próximo ano. Em seu Relatório Mensal Agri Commodities de maio, publicado em 29 de maio, o Rabobank disse que as chuvas dos EUA resultaram em um aumento de 20% nos preços do trigo de Chicago até agora em maio.

"Kansas e Oklahoma receberam até 400% da precipitação normal nos últimos 30 dias, e ambos continuam a enfrentar uma maior probabilidade de climas mais úmidos e frios à frente", disse o Rabobank. “O conteúdo de proteína de trigo de inverno provavelmente sofrerá e as chances de infecção de fungos e micotoxinas aumentarão”, completa.

O Rabobank também observou que a Austrália enfrentou uma “secura ou colheita moderada relacionada” em 2019/2020. “A quantidade de plantações de primavera dos EUA que são evitadas pela chuva provavelmente será muito pequena, em comparação com o milho. Provavelmente, veremos a volatilidade contínua dos preços. Mas o mercado em breve voltará sua atenção para as previsões de produção para outras regiões produtoras importantes”, indica.

Em seu Relatório do Mercado de Grãos em 30 de maio, o Conselho Internacional de Grãos (IGC) informou que seu índice de trigo havia subido 4% em relação ao mês anterior, “já que a fraqueza inicial foi superada pelos ganhos mais recentes”. “As expectativas de oferta global abundante em 2019/2020 contribuíram para o tom suave na primeira parte de maio, ressaltado pelas projeções iniciais do USDA para a próxima temporada, que apontavam para uma maior colheita mundial e recordes de estoques”, disse o IGC.
FONTE: AGROLINK(Leonardo Gottems)