Notícias

Cientistas se aproximam de soja totalmente tolerante à seca

Uma equipe de cientistas indianos, do Instituto Indiano de Pesquisa de Soja já identificou genótipos de soja que podem tolerar melhor a seca sem incluir os rendimentos. Ao incorporar as características que conferem tolerância à seca nessas cultivares, os cientistas esperam desenvolver variedades mais resilientes.

Para isso, eles estudaram dezesseis genótipos de soja enquanto procuravam por características tolerantes à seca. Neste experimento que foi realizado no campus do instituto em Indore, os genótipos foram cultivados em condições normais de irrigação até atingirem o estágio reprodutivo. Posteriormente, as plantas experimentais foram privadas de água, enquanto outro conjunto de plantas recebeu irrigação normal.

As secas recorrentes representam uma ameaça à segurança alimentar, já que mais de sessenta por cento da área semeada do país depende das chuvas para a agricultura. A soja é cultivada principalmente sob condições de sequeiro devido a que a seca em qualquer fase do crescimento da planta pode afetar adversamente a produtividade da soja.

Os cientistas então mediram vários parâmetros como temperatura da copa, comprimento da raiz, peso específico da folha, taxa fotossintética, clorofila e teor de cera epicuticular dos genótipos cultivados em condições irrigadas e privadas de água. Os pesquisadores descobriram um declínio significativo no rendimento de sementes que variou de 20% a 62%, dependendo do genótipo. Com base no baixo declínio na produtividade, quatro genótipos de soja, (EC 538828, JS 97-52, EC 456548 e EC602288), foram considerados resistentes à seca.
FONTE: AGROLINK(Leonardo Gottems)