Notícias

Soja cai no Brasil com recuo do Dólar

Segundo apurou a pesquisa diária do Cepea, os preços da soja no mercado físico brasileiro fecharam a sexta-feira (15.02) com preços médios da soja caindo 1,02% nos portos e 1,45% no interior. A baixa fez a média dos preços recuar para R$ 77,83/saca nos portos e R$ 72,62/saca no interior, enquanto os ganhos do mês recuarem também para 0,97% nos portos e para 0,51% no interior.

“Depois de quatro altas consecutivas, acompanhando ou o dólar ou a demanda chinesa sobre a soja brasileira, os preços fecharam a semana em baixa. A principal razão da queda dos preços foi o recuo de 0,97% do dólar, que suplantou a pequena alta de 0,44% da cotação da soja em Chicago”, de acordo com o analista da T&F Consultoria Agroeconômica Luiz Fernando Pacheco.

FUNDAMENTOS

São poucas as mudanças observadas nas atualizações climáticas, aponta a Consultoria AgResource: “As chuvas intensas são mantidas para quase todo o Brasil, enquanto que a Argentina passa por um período de céu limpo e temperaturas se elevando. Os índices pluviométricos projetados ficam dentro de um raio de 20 a 80mm acumulados nos próximos cinco dias. As regiões com os totais mais intensos serão o norte do Rio Grande do Sul, toda Santa Catarina, sul do Paraná, todo São Paulo, sul de Minas Gerais, todo Goiás e todo o Mato Grosso”.

“Além do mais, regiões dispersas pelo Tocantins e Piauí também serão beneficiadas pelos mesmos totais. As demais áreas brasileiras possuem leituras de 20-35mm acumulados no mesmo período. Na Argentina os solos se encontram com umidade adequada, até o momento. Entretanto são necessárias a volta das precipitações em 6-7 dias”, conclui a ARC Mercosul.
FONTE: AGROLINK(Leonardo Gottems)