Notícias

Inovação pode criar usos alternativos para soja e milho

Um artigo produzido por Jessie Scott, para o portal Agriculture.com, indica que os produtores rurais dos Estados Unidos estão agindo em conjunto com grandes empresas para criarem novos usos para a soja e para o milho. De acordo com ela, casos de uso variam muito de garrafas plásticas a pneus e fragrâncias.

Um exemplo disso é a National Corn Growers Association (NCGA), que possui iniciativas para encontrar e apoiar o crescimento de novos mercados para suas respectivas commodities. Segundo Chris Novak, ex-CEO da NCGA, os altos estoques estão motivando as empresas a procurarem esses usos alternativos.

“Desde a seca de 2012, começamos a ter uma safra recorde após a outra, a ponto de termos estoques relativamente altos para usar. O foco do nosso plano estratégico de cinco anos - iniciado em 2015 - é como construir a demanda pelo milho adicional que nossos agricultores vão produzir”, comenta.

Em 2017, a NCGA anunciou seu primeiro Consider Corn Challenge, que é um concurso de inovação aberta em que cientistas e empresários apresentaram propostas para novos usos do milho como matéria-prima. O concurso exigiu que as propostas tivessem um caminho claro para alcançar escala comercial e permitir um novo mercado que não prejudicasse nenhum já existente.

De acordo com Bruce Peterson, presidente da equipe de alimentos e alimentos industriais da NCGA, iniciativas como essa são importantes para dar destino às matérias primas que estão paradas. "Este desafio é voltado para inspirar novos conceitos, abordagens e tecnologias que ajudarão a impulsionar a inovação e o valor do milho", explica.

“A indústria de energias renováveis já é um importante impulsionador para a economia dos EUA, gerando bilhões de dólares em receita, mas o potencial adicional na bioeconomia emergente permanece em grande parte inexplorado”, conclui.
FONTE: AGROLINK(Leonardo Gottems)