Notícias

Soja volta a subir forte em Chicago

bosa bean chicago01O preço da soja na Bolsa de Cereais de Chicago registrou na quarta-feira (24.01) alta de 6,00 centavos de Dólar no contrato de Março/18 (referência para o Brasil), fechando em US$ 9,9225 por bushel. Os demais vencimentos em destaque da commodity na CBOT também fecharam a sessão com valorizações entre 5,75 e 6,00 pontos.

O mercado norte-americano da soja intensificou seus ganhos nos principais contratos futuros, ganhando novo impulso com a venda de farelo de soja para as Filipinas. A T&F Consultoria Agroeconômica aponta que esta foi a oitava sessão positiva consecutiva – a maior série desde junho de 2017 –, saltando de volta para a média móvel de 100 dias.

De acordo com a Consultoria AgResource, as operações em Chicago continuam aquecidas com as confirmações de um padrão árido para a maioria da região sojicultora na Argentina: “As chuvas retraem do país, também sendo afastadas da região Sul do Brasil. O Mercado já começa a discutir as potenciais reduções de produtividade devido a um cenário longe do ideal para a Argentina, desde o começo do plantio. Nós da ARC estimamos a safra argentina de soja em 52 MT, contra nossas estimativas de novembro em 55,5 MT”.

Algumas outras empresas de análise já estimam uma produção final em 48-50 MT. A AgResource, no entanto, acredita ser imprudente essa projeção porque a soja possui um alto poder de recuperação.

“No Brasil, a moeda doméstica se fortalece frente ao Dólar com a condenação do ex-presidente Lula no pedido de revisão do processo por corrupção. Ainda há recursos da defesa para reverter este cenário, no entanto este passo da justiça brasileira retira muito do peso negativo que o investidor
tem sobre o Brasil e sua falsa premissa de ‘impunidade política’”, acrescenta a ARC.
FONTE: AGROLINK (Leonardo Gottems)