Notícias

Milho ainda busca recuperação e mantém tom positivo nos negócios

Na Bolsa de Chicago (CBOT), os futuros do milho mantém o tom positivo no pregão desta quinta-feira (5). Às 12h49 (horário de Brasília), as principais posições da commodity exibiam valorizações entre 0,75 e 1,25 pontos. O vencimento dezembro/17 era cotado a US$ 3,49 por bushel e o março/18 era negociado a US$ 3,62 por bushel.

De acordo com informações das agências internacionais, o mercado ainda busca uma recuperação depois das recentes perdas. "As fracas exportações dos EUA, a boa produtividade das lavouras e os grandes estoques de passagem limitam qualquer avanço mais expressivo dos preços", reportou a Granoeste Corretora de Cereais em seu comentário diário.

Inclusive, a perspectiva dos investidores é que o USDA (Departamento de Agricultura dos Estados Unidos) eleve a projeção do rendimento das lavouras americanas no próximo boletim de oferta e demanda. O órgão atualiza as informações no próximo dia 12 de outubro.

Outro fator que segue no radar dos investidores a dificuldade de transporte pelo sistema de barcaças por alguns dos principais rios dos EUA, que estão com níveis muito baixos.

BM&F Bovespa
Na bolsa brasileira, as cotações futuras do milho operam em campo misto no pregão desta quinta-feira. Perto das 12h43 (horário de Brasília), o novembro/17 trabalhava a R$ 30,84 a saca, com queda de 0,03% e o janeiro/18 subia 0,15%, negociado a R$ 32,45 a saca.
FONTE: Notícias Agrícolas(Fernanda Custódio)