Notícias

Com Pronaf, agricultor quadriplica produção com vacas geneticamente melhoradas

O leite produzido é vendido para os comércios da cidade e o dinheiro das parcelas já estava reservado antes mesmo de a data do pagamento chegar - Às margens da rodovia RO-133, no município de Vale do Anari, em Rondônia, uma família se dedica à pecuária leiteira há 30 anos. Ao longo do tempo, para seguir produzindo e garantindo o sustento familiar, alguns investimentos se fizeram necessários, mas foi um deles que alavancou os negócios: com recursos do Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf), a família adquiriu 39 matrizes leiteiras, compradas na cidade de Rio Verde, em Goiás. Desde a aquisição, eles conseguiram quadriplicar a produção de leite.

Com auxílio dos técnicos da Emater de Rondônia, Daniel da Silva Pinto, de 27 anos, aprimorou a produção da família. Desde a adolescência, ele sempre se envolveu com a produção do pai. Para melhorar a produtividade, a rotação do pasto, a correção do solo e a implantação de gramíneas foram fundamentais. “Eu tinha irrigação de qualidade e toda uma estrutura, precisava de vaca boa. Eu olhei as vacas aqui da região, depois eu fui ver com a Emater a questão do financiamento. Como não achei animais do jeito que eu queria aqui, fui buscar em Goiás”, lembra Daniel.

O empréstimo foi feito em 2010 e quitado mês passado. Daniel conta que, desde o início, a família vem colhendo os frutos do investimento. “Antes produzíamos em média de 60 a 70 litros de leite por dia. Era muito difícil chegar a 100. Hoje, a produção é de 400 litros de leite, com 25 vacas produzindo”, comemora.

Depois de fazer um curso de inseminação artificial pela Emater, Daniel passou a inseminar as vacas da propriedade. “Daquelas que a gente comprou, já vendemos quase todas. A gente vende as mais velhas e deixamos as novilhas para inseminação. Elas sempre dão crias melhores que as mães”, explica.

Ele conta que pagar o financiamento não foi difícil. O leite produzido é vendido para os comércios da cidade e o dinheiro das parcelas já estava reservado antes mesmo de a data do pagamento chegar. Para ele, o Pronaf é uma ótima alternativa para o agricultor que quer melhorar sua produção. “Eu acredito que o melhor negócio para o produtor hoje é o financiamento. Principalmente com esses juros baixos que o Pronaf oferece”. Daniel ainda conta que já está fazendo um projeto para pegar mais crédito e fazer novos investimentos, como adubação orgânica nos piquetes, irrigação automatizada e produção de café.

Pronaf

Gerido pela Secretaria Especial de Agricultura Familiar e do Desenvolvimento Agrário (Sead), o Pronaf beneficia trabalhadores rurais de todo o Brasil que querem investir em suas propriedades. São recursos financeiros disponíveis a juros abaixo da inflação. O programa facilita a execução das atividades do produtor rural, promovendo mais qualidade de vida, agregando valor aos produtos, além de contribuir com o aumento da renda das famílias do campo. Para o próximo ano agrícola, serão disponibilizados R$ 30 bilhões em crédito para agricultura familiar. Leia mais sobre o Plano Safra 2017/2018 aqui.

De acordo com José Carlos Zukowski, diretor-substituto do Departamento de Financiamento e Proteção da Produção da Sead, o novo Plano Safra traz muitos ganhos para os agricultores familiares, que poderão desenvolver suas produções com o auxílio do crédito. “O Plano garante um volume suficiente para atender as necessidades do agricultor, dando condições para ele investir na produção. Além disso, traz as taxas de juros mais baixas do mercado. Neste Plano, foram asseguradas condições muito boas para o agricultor na área do crédito”, destaca.

Saiba mais sobre o Pronaf neste link.

Juliana Andrade 
Secretaria Especial de Agricultura Familiar e do Desenvolvimento Agrário
Assessoria de Comunicação
Contatos: (61) 2020-0128 / 0127 e O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

FONTE: PORTAL DO MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO AGRÁRIO -Juliana Andrade