Notícias

Trigo: Avanço de doença preocupa produtores em MG

Fonte:Paulo Odilon Ceratti Kurtz/EmbrapaA infestação de brusone já é a pior no período de dez anos e algumas fazendas temem queda da produtividade em toda a lavoura - Produtores de trigo de Minas Gerais têm sofrido com o ataque da brusone, uma das principais doenças da cultura. De acordo com pesquisadores da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), a infestação atual é a pior da década e algumas lavouras já temem a perda de produtividade completa.

Em uma fazenda na região de Uberaba foram cultivados 520 hectares de trigo, sendo metade em área irrigada. A produtividade, no entanto, deve ser 40% menor do que o esperado após o surgimento de doenças. “As áreas que nós plantamos no mês de março deverão ter um impacto maior do que as áreas cultivadas no mês de abril, que pegaram menos chuva e deve ter uma infestação de brusone um pouco menor”, disse o engenheiro agrônomo Gustavo Alberto Vargas.

Além de reduzir a produtividade, a doença também prejudica a qualidade dos grãos, o que impacta diretamente no preço do produto. O agrônomo afirma que, nas lavouras afetadas pela brusone, o preço da tonelada do trigo deve ser um terço do valor de mercado. “Temos queda na qualidade do grão que teremos que destinar para a produção de raça animal. O preço de ração é de R$ 250 a R$300 a tonelada, mas no comercial esse valor pode chegar a R$ 700”, disse Vargas.

Considerada a principal doença do trigo na região do serrado, a brusone é causada por um fungo que surge nas pastagens e é transportado pelo vento. A doença ataca o ramo central da planta e impede a passagem de nutrientes para o enchimento do grão.

Segundo o pesquisador da Embrapa Trigo Vanoli Fronza, uma das condições essenciais para a ocorrência da doença é a presença da chuva e temperatura acima dos 15 °C. Algumas variedades, no entanto, apresentam tolerância à brusone, mas não são imunes. Em alguns casos, nem a aplicação de defensivos ajuda a diminuir o problema.“Fizemos seis aplicações para controlar a infestação, mas não conseguimos evitar os anos e o custo da produção aumentou em 30% em algumas áreas”, disse Gustavo.

Os impactos na produção de trigo no estado ainda estão sendo analisados, mas para o pesquisador da Embrapa a situação já é considerada preocupante. “É um dos maiores impactos que tivemos nos últimos 15 anos, pois a última safra com perdas dessa magnitude por causa da brusone ocorreu em 2005”, finalizou Fronza.
FONTE: CanalRural